Mundo contemporâneo e a crise ambiental.

 Thessa Ferraz Carvalho

O progresso da sociedade moderna tem sua origem na dominação da natureza, por meio da ciência e sua aplicação tecnológica. Por exemplo, o carvão e o petróleo são matérias que permitem transformar outras matérias por concentrarem muita energia. E por mais que as grandes indústrias dominem a tecnologia, elas dependem de um recurso natural que não podem produzir, o que nos fazem extratores e não produtores.

Uma das principais conseqüências da subestimação da natureza é o efeito estufa. Os gases estufa ao reter o calor dissipado a partir do trabalho da radiação solar na Terra são responsáveis pelo equilíbrio climático. Toda a questão parece estar não no efeito estufa, mas sim no seu aumento nos últimos anos, posto que assim mais calor fica retido entre a superfície da Terra e a atmosfera. O aquecimento climático global é a mais importante conseqüência do efeito estufa.

O documentário “A Era da Estupidez”, mostra o possível “ultimo homem da Terra” analisando e comentando os últimos desastres ambientais e questionando se poderíamos ter nos salvado. A previsão do futuro climático desastroso do nosso planeta mostrada n documentário são baseadas nas principais previsões cientificas, além de conter noticias reais e trechos de outros documentários.

A questão é que isso sinaliza que a Terra está desestabilizando-se. Todas as questões que permitiram a existência da vida estão mudando.  Hoje, com o aquecimento global, as pessoas tem a impressão que temos somente duas estações bem definidas. Do Verão passa ao Inverno subitamente.

Segundo pesquisas que comprovam o aumento da temperatura global, todos os anos da última década, entre 2000 e 2010, ficaram no ranking doa últimos 20 anos mais quentes da história, inclusive o último, o ano de 2010, sendo o número 1 da lista.

É preciso cautela ao associar um fato isolado ao aquecimento global. Porém, como no caso dos furacões, suas intensidades estão ligadas à temperatura da superfície do mar. Assim, o aumento da intensidade dos furacões está diretamente ligado ao aquecimento do planeta.

Os países industrializados são os maiores responsáveis pelo atual aquecimento global, muito embora as queimadas, sobretudo de florestas tropicais, tenham importância e, nesse caso, o Brasil é o país que mais vem se destacando negativamente no mundo.

Os Estados Unidos são os maiores responsáveis pelo aquecimento climático do planeta. Com somente 4,6% da população mundial emitem 24% do gás carbônico mundial.

A luta de muitos ambientalistas é mostrar que o atual modelo de desenvolvimento e o “American Way of Life” (o modo de vida dos estadunidenses) e o ideal do consumismo capitalista, com milhares de propagandas nos bombardeiam todos os dias, dizendo-nos para comprarmos seus produtos vendidos todos os dias pela mídia não pode ser estendido a toda a humanidade

Segundo dados, os americanos consomem 2 vezes mais eletricidades que os europeus, 9 vezes mais que os chineses, 15 vezes mais que os indianos, e 50 vezes mais que um queniano.

Se os mais de 6.5 bilhões de pessoas na Terra consumirem como os japoneses ou europeus, precisaremos de mais 2 planetas cheios de recursos. Se todos consumirem como os EUA, Austrália e Canadá, precisaremos de mais 4 outros Planetas Terras.

O único objetivo do capitalismo é o consumo crescente e continuo, mas isso em um planeta não expansível é impossível. E destruir o planeta faz parte desse sistema.

As condições econômicas do nosso modo de produção e consumo são desastrosas, não apenas para o planeta, mas para as pessoas. Os cerca de 400 anos de capitalismo permitiram que 1% dos mais ricos ficasse com 40% das riquezas para si, deixando apenas 1% com os mais pobres.

Um fenômeno chamado “a maldição do recurso” acontece, no qual paradoxalmente, descobrir riqueza em uma nação, como por exemplo o petróleo, geralmente aumenta a pobreza de um país. Conforme a riqueza do petróleo se concentra nas mãos de poucos, a agricultura, a educação e a saúde do país são negligenciadas e geralmente entram em colapso.

        Apesar da crescente conscientização ecológica da população mundial, ampla divulgação de temas como sustentabilidade e reciclagem, atitudes mais efetivas precisam ser tomadas, tanto por cada indivíduo, cada cidadão, quanto por autoridades com maior poder de decisão e mudanças.

Esforços como conferências mundiais sobre meio ambiente, iniciativas como o Protocolo de Kyoto precisam ser colocadas em práticas e cumpridas. Assim, a história reproduzida no documentário A Era da Estupidez continuará sendo apenas uma história de ficção.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: