Conflitos na Bolívia. Conflitos de Interesses!

  No último domingo indígenas bolivianos foram fortemente reprimidos pelo governo de Evo Morales por protestarem contra a construção de uma rodovia que cortaria a reserva indígena Tipnis (Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure). A estrada faz parte do projeto para unir os oceanos Pacífico e Atlântico e promover o comercio na America do sul. A estrada teria 306 Km a um custo de US$ 415 milhões dólares, contando com o financiamento brasileiro por meio do BNDES.

A atitude repressiva, por sua vez, detonou uma onda de manifestações e greve contra o governo de Evo Morales que é o primeiro presidente indígena na história da Bolívia. Os indígenas acusam o presidente de mudar o discurso e não mais defender os interesses do povo indígena uma vez que eles não foram consultados para a construção da rodovia e por esta não ser de interesse de povo boliviano, mas sim de empresários estrangeiros, principalmente brasileiros.

De verdade a reivindicação dos indígenas é legitima. Vários fatores estão envolvidos nesta obra, mas podemos destacar duas principais: o desrespeito ao povo indígena e os interes envolvidos na obra.

Primeiramente o povo indígena foi desrespeitado, pois não foram consultados sobre a viabilidade da construção em seu território. É como se você acordasse pela manhã e se deparasse com pessoas dizendo que vai passar uma rodovia no seu quintal. Foi uma grande arbitrariedade de um governo que se diz popular.

E em segundo lugar a grande pergunta é: a quem interessa essa rodovia? Ela vai favorecer a comunidade local e o país? Fica claro que não é o povo indígena. Na verdade a rodovia respalda interesses privados em detrimento das populações tradicionais. E acima de tudo não se levou em conta os impactos ambientais que uma estrada ocasionaria ao passar no meio de uma reserva natural em área amazônica.

Enfim é perceptível que temos a demonstração de um governo que se elege prometendo proteger os interesses populares, mas acaba por oprimi-los. É necessário ficarmos atentos, pois esta é uma constante em governos que se dizem em favor do povo, mas que na primeira oportunidade lhes dão as costas e os cassetetes.

Alex Arbarotti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: